sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

o caramujo e a poça d'água


"ele achava bem difícil, era quase saltar de um abismo!
chegava pertinho da poça, mas voltava pro esconderijo. seus amigos não entendiam por que ele se sentia assim. nunca viram caramujo com esse medo d'água fria! mas o caramujo temia e toda hora imaginava que de dentro da poça pulavam jacarés e crocodilos! os colegas diziam: "ô mujinho, o qué qué isso! óia lá se tem cabimento um jacaré morar ali dentro?! e ainda ficar pulando?! será uma cuca com saci-pererê?" e foi tanta gargalhada que mujinho decidiu: ele ia atravessar a água sem esse mas-nem-porquê. e quando abriu os olhinhos, esperando o crocodilo, viu que a água era doce e o caminho, tranquilo. não tinha bicho e nem monstro! tinha só um caramujinho, refletido lá dentro..."
(rita apoena)


paulo, vi, gabi...

ah... fizeram-se presentes de modo tão natural... e são tão queridos....

parabéns pela conquista d'oje... que possam ver-se tal qual o caramujinho... refletidos num caminho doce e tranquilo... na medida da doçura e da paz, possível.

beijos, abraço apertado e amor.

3 comentários:

gabi_aninha disse...

Fefaaa.....mto obrigadaaaa, pelo nosso final de semana super gosto, pelas palavras de carinho, por tudo!!!!!!!
Te amo viu....
Bjões

polbaskiajr disse...

hehehehe
a foto ficou boa, o texto ótimo e a demonstração ficou bem bem massa...
obrigadoooo

bjão

p.

vischimidt disse...

Fe....lindas palavras, lindo texto...linda foto!

Obrigada por tudo...por fazer parte destas conquistas!!

Amo-te!

bjoca